PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Governistas e opositores se enfrentam em manifestações contra o governo na Bolívia

06/08/2021 00h02

La Paz, 6 Ago 2021 (AFP) - Confrontos com pedras e pedaços de pau entre governistas e opositores foram registrados nesta quinta-feira durante protestos na Bolívia contra o encerramento de uma investigação de fraude eleitoral em 2019 envolvendo o ex-presidente Evo Morales.

Em uma avenida central de La Paz, militantes do governante Movimento ao Socialismo (MAS) enfrentaram opositores e grupos de cidadãos que haviam convocado uma passeata contra o governo de Luis Arce. "Aqui atiram pedras, os governistas me atingiram", disse o deputado opositor Alberto Astorga, enquanto exibia na TV a cabeça ensanguentada.

Astorga apontou como agressor o líder do MAS Gustavo Torrico, que respondeu: "Se você me agride, eu te agrido, simplesmente me defendo."

Em vídeos caseiros publicados nas redes sociais, os dois lados são vistos se enfrentando com pedaços de pau, socos e chutes, até a intervenção da polícia.

Em outras cidades da Bolívia, como Cochabamba (centro) e Santa Cruz (leste), houve passeatas pacíficas e manifestações reunindo milhares de pessoas. Em Santa Cruz, reduto da direita, Rómulo Calvo, líder do conglomerado empresarial e político Comitê Cívico, disse que não permitiriam "que seja encerrado o caso de fraude eleitoral".

Na semana passada, o procurador-geral, Juan Lanchipa, destacou em relatório que não houve provas de manipulação das eleições de outubro de 2019 em favor de Morales, como havia denunciado a oposição, a qual acusa Lanchipa de estar a serviço de Morales, que renunciou em novembro daquele ano, após 14 anos no poder.

jac/ll/lb