PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

África terá déficit de 470 milhões de vacinas contra a covid, segundo a OMS

16/09/2021 16h53

Brazzaville, 16 Set 2021 (AFP) - A África enfrenta um déficit de 470 milhões de doses da vacina anticovid, depois que a aliança Covax cortou suas remessas planejadas, aumentando o risco de novas variantes aparecerem, disse a OMS nesta quinta-feira (16).

Apenas 17% da população do continente será vacinada até o final deste ano, em comparação com a meta de 40% estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, disse a unidade africana do organismo mundial em seu briefing semanal em Brazzaville.

"A impressionante desigualdade e o grave atraso no envio de vacinas ameaçam transformar partes da África (...) em criadouros de variantes resistentes à vacina", disse Matshidiso Moeti, Diretor da OMS para a África.

"Isso pode acabar enviando o mundo inteiro de volta à estaca zero", acrescentou.

Devido à escassez global, a aliança Covax, criada para garantir uma distribuição justa de vacinas, enviará cerca de 150 milhões de doses a menos do que o planejado para a África.

Levando em conta esse déficit, as 470 milhões de doses agora esperadas na África permitirão que apenas 17% da população esteja totalmente protegida, de acordo com o escritório regional da OMS.

"Enquanto os países ricos mantiverem a Covax fora do mercado, a África não alcançará suas metas de vacinação", disse Moetti.

A redução na meta de vacinação ocorre no momento em que a África ultrapassa a barreira de oito milhões de infecções nesta semana, de acordo com a OMS.

at/ial/pc/eg/ap/mvv