PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Juiz suspende devolução de famílias de imigrantes na fronteira sul dos EUA

16/09/2021 19h34

Washington, 16 Set 2021 (AFP) - Um juiz federal ordenou nesta quinta-feira que o governo dos Estados Unidos suspenda a devolução imediata das famílias de imigrantes que são detidas na fronteira sob o argumento de luta contra a pandemia.

Emmet Sullivan deu às autoridades 14 dias para cumprirem sua decisão, alegando que existem medidas alternativas suficientes para conter a propagação do vírus.

"Considerando a ampla disponibilidade de testes, vacinas e outras medidas de saúde, a corte não está convencida de que a transmissão da Covid-19 durante os procedimentos fronteiriços não possa ser contida de forma significativa", escreveu Sullivan em sua sentença, de cerca de 50 páginas.

No começo da pandemia, o governo do republicano Donald Trump invocou uma norma sanitária para ordenar a expulsão de todos os imigrantes que entrassem ilegalmente nos Estados Unidos. Seu sucessor, Joe Biden, suspendeu essa prática para menores desacompanhados, mas continua rejeitando famílias e adultos, o que lhe rendeu críticas de grupos de defesa dos imigrantes, que celebraram a decisão do juiz Sullivan.

Diante do fluxo migratório sem precedentes na fronteira com o México, o governo deve apelar da decisão. Em agosto, mais de 200.000 pessoas foram detidas na fronteira sul, incluindo 86.000 que viajavam com suas famílias, de acordo com dados oficiais, o que representa o número mais alto em 20 anos.

chp/iba/ll/yow/lb