PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia faz várias prisões na Alemanha após ameaça de ataque contra sinagoga

Polícia alemã prendeu várias pessoas após ameaças de um ataque contra uma sinagoga de Hagen, no meio do feriado judaico do Yom Kippur - Reprodução/Bild
Polícia alemã prendeu várias pessoas após ameaças de um ataque contra uma sinagoga de Hagen, no meio do feriado judaico do Yom Kippur Imagem: Reprodução/Bild

16/09/2021 07h37

A polícia alemã prendeu várias pessoas no dia seguinte a uma ameaça de ataque contra uma sinagoga de Hagen (oeste), no meio do feriado judaico do Yom Kippur, informaram fontes próximas ao caso nesta quinta-feira (16).

Estas detenções aconteceram depois que a sinagoga de Hagen recebeu reforço na vigilância policial, na noite de quarta-feira, após uma ameaça de ataque. O número de pessoas presas não foi especificado.

A celebração da principal festa do calendário judaico teve de ser cancelada por esta "ameaça", cujo alcance não foi detalhado pelos investigadores.

De acordo com os veículos da imprensa Der Spiegel e Bild, um sírio de 16 anos está entre os detidos, sob suspeita de planejar um ataque com explosivos ao lugar de culto. Dezenas de pessoas celebrariam o Yom Kippur nesta sinagoga na noite de quarta-feira.

Um serviço de Inteligência estrangeiro teria alertado as autoridades alemãs. Segundo estas informações, o jovem sírio teria anunciado um ataque iminente em um fórum de discussão monitorado.

Este caso aparece dois anos depois de um ataque contra uma sinagoga de Halle, também durante o Yom Kippur. O suposto autor do crime, um extremista de direita, tentou, sem sucesso, entrar no prédio para atirar nos fiéis. Antes de ser preso, matou duas pessoas na rua e em um estabelecimento comercial.

Nos últimos anos, a Alemanha vem enfrentando uma dupla ameaça: a jihadista e a da extrema direita.

Internacional