PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

França questiona acordo comercial UE-Austrália após caso de submarinos

17/09/2021 12h58

Paris, 17 Set 2021 (AFP) - A França questionou, nesta sexta-feira (17), a negociação aberta entre União Europeia (UE) e a Austrália para chegar a um acordo comercial, depois que Canberra decidiu romper seu compromisso de comprar submarinos franceses para adquirir outros dos Estados Unidos.

"Temos negociações comerciais com a Austrália. Não vejo como podemos confiar no parceiro australiano", disse o secretário de Estado para Assuntos Europeus, Clément Beaune, à rádio RFI e às emissoras de televisão France24 e Public Sénat.

Na véspera, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou uma nova aliança indo-pacífica com Austrália e Reino Unido, batizada de "AUKUS" e destinada a contrabalançar as crescentes ambições da China na região.

Essa associação estratégica prevê que Washington e Londres ajudem Canberra a se equipar com submarinos nucleares, o que implicou o cancelamento da compra de 12 submarinos franceses de propulsão convencional. O contrato era de cerca de US$ 65 bilhões.

"As relações internacionais não têm a ver com ingenuidade, ou com bons sentimentos. A palavra, a assinatura de um contrato vale alguma coisa. Se não tivermos mais confiança, não podemos mais avançar", disse o secretário francês.

Beaune considerou ainda que o Reino Unido está se colocando em uma posição de "sócio menor" dos Estados Unidos, apesar da estratégia "Global Britain" adotada no pós-Brexit para garantir a posição internacional do país.

A Comissão Europeia, que desde 2018 negocia em nome dos países do bloco um acordo de livre-comércio com Austrália e Nova Zelândia, descartou um eventual "efeito imediato" do recente episódio nas negociações em curso.

fz/tjc/es/tt