PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Vazamento de 480 mil litros de óleo na Califórnia causa danos ambientais

Cidade mais afetada, Huntington Beach (foto), sul de LA, teve que cancelar o último dia do Pacific Airshow - Patrick T. Fallon/AFP
Cidade mais afetada, Huntington Beach (foto), sul de LA, teve que cancelar o último dia do Pacific Airshow Imagem: Patrick T. Fallon/AFP

03/10/2021 15h26Atualizada em 03/10/2021 16h01

As autoridades dos EUA tentavam neste domingo (3) conter um vazamento de petróleo perto da costa da Califórnia, que cobre quase 34 quilômetros quadrados e causa danos ambientais.

O vazamento terá "consequências irreversíveis para o meio ambiente", disse a autoridade local Katrina Foley após a descoberta de muitos peixes e pássaros mortos na costa.

A cidade mais afetada, Huntington Beach (foto acima), ao sul de Los Angeles, teve que cancelar o último dia de um show aéreo, o Pacific Airshow, para garantir "acesso total e desimpedido ao ambiente marinho".

Ainda não se sabe o que provocou o vazamento — calculado em cerca de 480 mil litros — de um oleoduto a cerca de 8 km da costa, segundo Foley. As primeiras análises revelam que se trata de "petróleo de pós-produção", segundo o responsável.

Dada a "toxicidade" dessa substância, Huntington Beach pediu a seus moradores que ficassem longe das áreas afetadas e evitassem a praia.

Os serviços municipais trabalharam arduamente no domingo para conter a mancha de óleo, de acordo com um comunicado.

"Sistemas de filtragem e barreiras flutuantes foram implantados para evitar que o petróleo chegue à reserva ecológica Bolsa Chica e aos pântanos de Huntington Beach", acrescenta o texto.

No entanto, lamenta que estas zonas úmidas já estejam a sofrer "consequências ecológicas significativas".

Internacional