PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Justiça francesa condena 7 homens por tráfico de cocaína da América Latina

21/10/2021 17h14

Rennes, França, 21 Out 2021 (AFP) - Um tribunal de Rennes, no noroeste da França, condenou nesta quinta-feira (21) sete homens, entre eles dois estivadores, a penas de quatro a dez anos de prisão por tráfico de cocaína da América Latina em contêineres, parte dela enviada através do porto de Santos.

Os condenados realizaram operações de tráfico de cocaína entre 2017 e 2020, cujo valor total foi estimado em mais de 16 milhões de euros.

Todos os acusados foram condenados e as penas pronunciadas foram parecidas às requeridas pelo Ministério Público. Damien Lorcy, um estivador de 35 anos, pegou sete anos de prisão, um a menos que o requerido pelos promotores.

"Acho que é uma condenação muito severa para alguém que delinquia pela primeira vez e não tinha antecedentes criminais", declarou à AFP sua advogada Fathi Benbrahim, que cogita recorrer da sentença.

Outro estivador, Joël Loiseaux, de 48 anos, recebeu quatro anos de prisão, dois deles em condicional.

Entre os demais condenados, há intermediários, traficantes e remetentes de cocaína das Antilhas.

A investigação do caso começou em maio de 2017, após a apreensão no porto de Santos, no sudeste do Brasil, de 690 quilos de cocaína em um contêiner frigorífico destinado a Montoir-de-Bretagne, porto próximo a Nantes, no noroeste de França.

Segundo os investigadores, a mercadoria era contrabandeada mediante a técnica de "rip-off", que consiste em introduzir a cocaína em mochilas ou outros recipientes, que são carregados em um contêiner regular.

O tráfico era feito às escondidas de empresas com boa reputação ou com a cumplicidade de companhias criadas para tal fim, segundo o MP de Rennes.

Assim que o navio chegava ao porto, os estivadores recolhiam a cocaína e a substituíam por outro objeto no contêiner, evitando assim a fiscalização aduaneira. Em seguida, entregavam a droga aos intermediários.

No total, 336 quilos foram apreendidos em Montoir-de-Bretagne entre junho de 2017 e abril de 2020.

mas/db/rhl/eb/mb/rpr/mvv