PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Tribunal militar israelense acusa palestino pela morte de franco-israelense

27/10/2021 17h41

Jerusalém, 27 Out 2021 (AFP) - Um tribunal militar israelense acusou nesta quarta-feira (27) um palestino pelo assassinato premeditado de uma franco-israelense em dezembro na Cisjordânia ocupada, informou o exército em um comunicado.

"Mohamed Cabha, morador de Tura al-Gharbiya, foi acusado pelo assassinato com premeditação de Esther Horgen, após ter confessado o crime", diz a nota.

Mohamed Cabha, que foi detido pelas forças de segurança israelenses dias depois da morte da mulher, tinha admitido que matou a franco-israelense, que morava em uma colônia, por motivos "nacionalistas", segundo o texto.

O veredicto será anunciado em 14 de dezembro, informou o exército.

O corpo de Esther Horgen foi encontrado em dezembro com marcas de espancamento em um bosque perto da pequena colônia israelense de Tal Menashé, no norte da Cisjordânia.

Esther Horgen, cujo nome de registro era Brigitte Attelan, tinha 52 anos e era mãe de seis filhos. Ela emigrou da França para Israel nos anos 1980.

mib/es/eg/mvv