PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia registra recordes de mortes e casos de covid em 24 horas

28/10/2021 06h30

Moscou, 28 Out 2021 (AFP) - A Rússia registrou nesta quinta-feira (28) novos recordes de mortes e contágios vinculados à covid-19 em um dia, no momento em que o país enfrenta uma violenta onda da pandemia, o que obrigou a capital Moscou a fechar os serviços não essenciais.

De acordo com os números divulgados pelo governo, 1.159 pessoas morreram e 40.096 foram infectadas com o coronavírus nas últimas 24 horas.

Nesta quinta-feira entraram em vigor em Moscou uma série de restrições sanitárias para conter o surto de covid-19, que acelerou na Rússia devido a uma reduzida taxa de vacinação.

Restaurantes, salões de beleza, lojas de roupa ou móveis, academias, escolas de dança e outros serviços considerados "não essenciais" permanecerão fechados até 7 de novembro.

De acordo com o prefeito de Moscou - cidade mais afetada pela pandemia na Rússia -, Serguei Sobianin, estão autorizados apenas o funcionamento de locais de venda de medicamentos, alimentos e artigos de primeira necessidade.

Há várias semanas, a Rússia não para de bater recordes de mortes e infecções por covid-19 em 24 horas, uma crise relacionada com reduzida taxa de vacinação.

O número total de mortes supera 235.000, de acordo com os dados do governo, o que faz da Rússia o país mais afetado pela doença na Europa.

A agência nacional de estatísticas, que tem uma definição mais ampla das mortes por covid-19, anunciou no fim de agosto um balanço de mais 400.000 mortes por coronavírus.

A campanha de vacinação continua em ritmo lento devido à desconfiança dos russos. Apenas um terço deles estão totalmente imunizados, de acordo com o site especializado Gogov, apesar de o país ter desenvolvido quatro vacinas.

gkg/pz/mar/zm/mar/fp