PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Maior traslado da história leva 30 rinocerontes-brancos para Ruanda

29.nov.21 - Rinocerontes brancos caminham em um recinto no Parque Nacional Akagera, leste de Ruanda - SIMON WOHLFAHRT/AFP
29.nov.21 - Rinocerontes brancos caminham em um recinto no Parque Nacional Akagera, leste de Ruanda Imagem: SIMON WOHLFAHRT/AFP

29/11/2021 14h23Atualizada em 29/11/2021 21h09

Trinta rinocerontes-brancos-do-sul chegaram a Ruanda vindos da África do Sul, autoridades do Parque Nacional Akagera anunciaram nesta segunda-feira (29), parabenizando-se pelo maior "traslado da história" desses colossos ameaçados.

Os animais, que pesam até duas toneladas, fizeram a viagem de 3.400 km em grande parte a bordo de um Boeing 747.

"Este projeto exigiu extrema precaução e muito trabalho", disse Peter Fearnhead, diretor da ONG African Parks, durante uma coletiva de imprensa com autoridades ruandesas em Akagera.

Os rinocerontes tiveram que receber tranquilizantes para "reduzir o nível de estresse" durante a viagem, acrescentou.

Esta operação teve um custo de um milhão de dólares (cerca de 890.000 euros) e envolveu 80 pessoas, como médicos veterinários e especialistas no transporte de espécimes de vida selvagem.

O rinoceronte-branco-do-sul, uma das duas subespécies deste tipo, é atualmente considerado em perigo de extinção, com cerca de 20.000 espécimes ainda remanescentes, de acordo com o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), e classificado como "quase ameaçado" pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN).

É vítima frequente da caça ilegal, devido aos seus cobiçados chifres, utilizados principalmente na Ásia para a medicina tradicional ou como afrodisíaco.

Internacional