PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
4 meses

Mais de dois milhões de migrantes foram presos na fronteira sul dos EUA em 2021

24/01/2022 22h06

Washington, 25 Jan 2022 (AFP) - Mais de dois milhões de migrantes que entraram ilegalmente nos Estados Unidos foram detidos na fronteira com o México em 2021, segundo estatísticas oficiais, um número recorde.

Mais de 180.000 foram presos somente em dezembro, de acordo com números divulgados nesta segunda-feira (24).

O Partido Republicano acusou imediatamente o presidente democrata, Joe Biden, e sua vice-presidente, Kamala Harris, de criar uma "crise humanitária histórica".

"Sob sua liderança, os cartéis e contrabandistas estão se proliferando, os guardas de fronteira estão sobrecarregados e nossas comunidades estão menos seguras", acrescentou a líder do partido, Ronna McDaniel, em comunicado.

Os fluxos migratórios, que caíram acentuadamente no início da pandemia, começaram a subir novamente antes de Joe Biden assumir o cargo há um ano, mas aumentaram de maneira crítica depois.

O democrata inicialmente tentou minimizá-los, falando de um fenômeno sazonal.

O recorde de chegadas neste verão, com cerca de 200.000 prisões em julho e agosto, quando as travessias do deserto são mais perigosas, provou que o presidente estava errado.

Essas chegadas representam um desafio humano, logístico e financeiro considerável para o governo democrata, principalmente porque este prometeu não expulsar menores desacompanhados.

Seus esforços para reformar o sistema de imigração estão emperrados no Congresso e espera-se que o tema seja central nas eleições de meio de mandato de novembro.

chp/ube/ag/cjc/am