PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
3 meses

Lavrov: EUA ignorou principais preocupações russas sobre Ucrânia

27/01/2022 08h38

Moscou, 27 Jan 2022 (AFP) - A Rússia avaliou, nesta quinta-feira (27), que os Estados Unidos ignoraram sua "principal" reivindicação em matéria de segurança, um tema crucial nas tentativas de apaziguar a crise entre Moscou e países ocidentais sobre a Ucrânia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Segundo o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, "não houve resposta positiva para a questão principal" nos documentos que Moscou recebeu de Washington, ou seja, que a Aliança Atlântica não se amplie, especialmente para a Ucrânia.

"A questão principal é a nossa posição clara sobre o caráter inaceitável da continuação da expansão da OTAN para o leste e o envio de armas que podem ameaçar o território russo", afirmou Lavrov em um comunicado, denunciando, mais uma vez, a "expansão desenfreada" da organização, apesar das promessas feitas a Moscou na década de 1990.

Na nota, ele reconheceu, porém, que "há uma reação que permite esperar o início de uma discussão séria sobre questões secundárias".

Em sua resposta escrita à Rússia, divulgada na quarta-feira (26), os Estados Unidos rejeitaram a possibilidade de que as portas da OTAN sejam fechadas para a Ucrânia, mas alegaram ter proposto uma "via diplomática" para evitar uma nova guerra.

"Não se pode dizer que nossos pontos de vista tenham sido levados em consideração, ou que haja uma vontade de atender nossas preocupações", disse à imprensa, por sua vez, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, também nesta quinta.

Ele acrescentou que o governo russo "não vai se apressar e levará o tempo que precisar para analisar" as contrapropostas americanas recebidas no dia anterior, antes de dar qualquer resposta.

pop/alf/bl/pc/tt