PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Soldado ucraniano mata 5 pessoas em fábrica e é detido

Policiais em frente a fábrica em Dnipro, na Ucrânia - Reprodução/Youtube
Policiais em frente a fábrica em Dnipro, na Ucrânia Imagem: Reprodução/Youtube

27/01/2022 10h03Atualizada em 27/01/2022 10h03

Um soldado da Guarda Nacional ucraniana abriu fogo nesta quinta-feira contra os colegas em uma fábrica em Dnipro e matou cinco pessoas, incluindo quatro colegas. Ele conseguiu fugir, mas foi detido algumas horas depois, informou o ministério do Interior.

"Artem Riabchuk acaba de ser detido por policiais na região de Dnipropetrovsk, centro do país", escreveu o ministro Denys Monastyrsky no Facebook.

A tragédia aconteceu em pleno conflito com a Rússia, acusada pela Ucrânia de concentrar tropas em suas fronteiras para desestabilizar o país vizinho.

De acordo com o ministério, o ataque aconteceu durante a madrugada em Dnipro, na fábrica Yuzhmash, que produz foguetes e lançadores espaciais, mas também mísseis, veículos e ferramentas industriais.

O agressor, nascido em 2001, havia acabado de receber a arma antes de iniciar seu turno como guarda.

"Um membro da Guarda Nacional ucraniana atirou com um fuzil Kalashnikov contra os guardas da fábrica, depois fugiu com sua arma. Cinco pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas", afirma um comunicado.

De acordo com a polícia, as vítimas fatais são quatro soldados da Guarda Nacional e um civil, uma mulher.

Algumas horas depois do ataque, o ministro do Interior anunciou a prisão do jovem de 21 anos, natural da região costeira de Odessa, e publicou uma foto dele, de uniforme.

Internacional