PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

ONU diz que 9 milhões de pessoas precisarão de ajuda no Sudão do Sul

Cenário captado por Michael no interior do Sudão do Sul - Arquivo pessoal
Cenário captado por Michael no interior do Sudão do Sul Imagem: Arquivo pessoal

14/04/2022 13h55

Juba, 14 Abr 2022 (AFP) - O enviado da ONU para o Sudão do Sul alertou, nesta quinta-feira (14), que quase nove milhões de pessoas precisarão de ajuda humanitária este ano, em um país frágil que enfrenta crescente violência entre grupos armados e uma crise alimentar.

"Este ano, dois terços da população, pelo menos nove milhões de pessoas (4,6 milhões de crianças), precisarão de ajuda para sobreviver", disse Nicholas Haysom, comandante da Missão das Nações Unidas para o Sudão do Sul (UNMISS), a jornalistas na capital Juba.

"A insegurança alimentar será generalizada e é agravada pelas mudanças climáticas, conflitos e deslocamentos" de pessoas.

Haysom disse que estava "desanimado com o ressurgimento da violência subnacional", citando confrontos que eclodiram na semana passada no estado de Unity, rico em petróleo, entre facções do presidente Salva Kiir e seu vice-presidente e rival Riek Machar, que expulsou milhares de pessoas de suas casas.

Haysom pediu aos líderes nacionais que façam mais esforços para acabar com a violência, enquanto pede mais ajuda à comunidade internacional.

"É urgentemente necessária ajuda contínua e suficiente para evitar o pior".

Internacional