PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
1 mês

Ex-ministra austríaca que dançou com Putin deixa cargo na empresa russa Rosneft

Ex-ministra austríaca das Relações Exteriores Karin Kneissl dançou uma valsa com o presidente russo Vladimir Putin em 2018 - Reprodução/Governo da Rússia
Ex-ministra austríaca das Relações Exteriores Karin Kneissl dançou uma valsa com o presidente russo Vladimir Putin em 2018 Imagem: Reprodução/Governo da Rússia

23/05/2022 10h15Atualizada em 23/05/2022 10h44

A ex-ministra austríaca das Relações Exteriores Karin Kneissl, que dançou uma valsa com o presidente russo Vladimir Putin em 2018, abandonou o conselho de administração da Rosneft, anunciou nesta segunda-feira a empresa de petróleo russa.

Na sexta-feira, o grupo anunciou a saída do ex-chanceler alemão Gerhard Schröder, que havia sido criticado - após a ofensiva russa na Ucrânia - por sua proximidade com Putin, e também a de Matthias Waring, que iniciou sua carreira na cúpula da ex-Alemanha Oriental.

Kneissl entrou para o conselho de administração da Rosneft em março de 2021. Segundo a empresa, ela apresentou uma carta de demissão que entrou em vigor na sexta-feira.

Ela foi ministra das Relações Exteriores da Áustria, nomeada pelo partido de extrema-direita FPÖ, de dezembro de 2017 a maio de 2019. Kneissl convidou Vladimir Putin para seu casamento, celebrado quando a Áustria tinha a presidência semestral da União Europeia (UE).

A imprensa ligada ao Kremlin publicou imagens da noiva dançando com o presidente russo.

Em março, a imprensa austríaca informou que Putin, como presente de casamento, presenteou Kneissl com brincos de ouro branco com safiras, avaliado em 50.000 euros.

As joias integram as reservas do governo, que as recuperou em fevereiro de 2020, afirmou à AFP a porta-voz do ministério das Relações Exteriores.