PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Coreia do Norte três mísseis balísticos após viagem de Biden à Ásia

24/05/2022 21h14

Seul, 25 Mai 2022 (AFP) - A Coreia do Norte lançou nesta quarta-feira (noite de terça, 24, no Brasil) três mísseis balísticos em direção ao Mar do Japão, após o encerramento da viagem a Coreia do Sul e Japão do presidente americano, Joe Biden.

O Estado-maior Conjunto da Coreia do Sul informou em nota que "havia detectado por volta das 06h (locais, 18h de Brasília), 06h37 e 06h42 os disparos de mísseis balísticos da região de Sunan", na capital norte-coreana, Pyongyang.

O serviço da guarda costeira japonesa advertiu para o lançamento de "um possível míssil balístico" norte-coreano e pediu a seus navios que se mantivessem distantes de objetos caídos na água.

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse à imprensa que seu governo estava tentando confirmar a informação sobre o ocorrido.

O novo presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, presidirá um encontro do Conselho de Segurança pela manhã para abordar estes lançamentos, anunciou seu gabinete.

Yoon, empossado no cargo este mês, defendeu endurecer a política de Seul para o vizinho comunista do norte, após cinco anos de diplomacia frustrada de seu antecessor, Moon Jae-in.

Os disparos desta quarta se somam a uma série recorde de testes militares de Pyongyang este ano, que inclui o lançamento de um míssil balístico intercontinental em pleno alcance pela primeira vez desde 2017.

Além disso, ocorre logo após a primeira viagem de Biden à Ásia como presidente, realizada sob a sombra de um possível teste nuclear chefiado por Kim Jong Un.

- Estados Unidos "preparados" -Durante sua estada em Seul, Biden e Yoon Suk-yeol concordaram em "estabelecer conversações com vistas a ampliar o alcance e a escala dos exercícios e treinamentos militares conjuntos" diante da "ameaça que representa" a Coreia do Norte.

Antes de se despedir no domingo da capital sul-coreana com destino ao Japão, Biden afirmou que os Estados Unidos estavam "preparados para qualquer coisa que a Coreia do Norte fizer".

Perguntado se tinha uma mensagem ao líder norte-coreano, Kim Jong Un, respondeu com um lacônico: "Olá. Ponto final".

Nos últimos meses, o líder norte-coreano tem defendido em várias ocasiões acelerar seu programa para modernizar seu exército e seu arsenal, dotado de armas nucleares.

Apesar do forte surto de covid registrado recentemente no país empobrecido e isolado, novas imagens de satélite mostraram que a Coreia do Norte havia reativado a construção de um reator nuclear.

Tanto a Coreia do Sul quanto os Estados Unidos têm advertido recentemente que o país comunista, sujeito a sanções internacionais por seu programa armamentício e nuclear, preparava um novo teste atômico.

Antes da visita de Biden, a Coreia do Sul afirmou que os preparativos tinham sido concluídos e que Pyongyang só estava esperando o momento adequado para realizá-lo.

bfm/sw/mba/def/juf/dbh/gm/mvv