PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

México oferece emprego a 13.765 médicos locais após polêmica por contratação de cubanos

24/05/2022 14h30

México, 24 Mai 2022 (AFP) - O governo do México anunciou nesta terça-feira (24) que vai contratar 13.765 médicos locais, após a polêmica decisão do presidente Andrés Manuel López Obrador de empregar 500 profissionais cubanos para regiões afastadas do país.

Entre as especialidades mais solicitadas estão as de médico intensivista, com 1.753 vagas, emergencistas, com 1.728, além de ginecologistas e obstetras, com 1.572, informou o governo.

A contratação de médicos cubanos gerou rejeição dos conselhos profissionais mexicanos, que consideraram o ato discriminatório.

López Obrador justificou a medida alegando que existe um déficit de 50.000 médicos no México e que muitos profissionais locais resistem em trabalhar em áreas remotas.

López Obrador solicitou a contratação a seu colega cubano, Miguel Díaz-Canel, durante uma visita a Havana em 8 de maio, quando também encomendou vacinas pediátricas contra a covid-19.

jla/axm/mr/jc