PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

O périplo selvagem do adolescente responsável por massacre no Texas

25/05/2022 06h05

Washington, 25 Mai 2022 (AFP) - O adolescente que abriu fogo na terça-feira em uma escola do ensino fundamental de Uvalde, no estado americano do Texas, matando 19 crianças e dois adultos, havia acabado de atirar em sua avó nessa pequena cidade, informaram autoridades, que desconhecem a motivação do jovem.

Identificado como Salvador Ramos, 18, o atirador é cidadão americano e era aluno da escola preparatória de Uvalde, segundo o governador do Texas, Greg Abbott, que não informou se ele chegou a se formar neste ano.

Uma foto policial que circulou na imprensa local mostra um jovem com cabelos castanhos na altura dos ombros, de rosto pálido e sem expressão. Antes de cometer o massacre, ele teria "atirado em sua avó", continuou Abbott, enfatizando desconhecer a ligação entre os dois eventos.

Segundo um político local, a mulher foi transferida para um hospital em San Antonio. O Hospital Universitário de San Antonio confirmou a internação de uma mulher de 66 anos "em estado crítico" após ser baleada, mas não informou sua identidade.

Em seguida, equipado com um colete à prova de balas e um rifle, segundo o sargento Erick Estrada, do Departamento de Segurança do Texas, o jovem fugiu em um carro, que abandonou perto da escola primária Robb, após sofrer um acidente.

Por volta das 11h30 locais, após ser encontrado pela polícia, o agressor entrou correndo na escola e abriu fogo em várias salas de aula, descreveu o sargento Estrada à rede de TV CNN.

Para os alunos, de 10 anos no máximo, e os professores da escola de 500 estudantes, em sua maioria de origem latina, o fim do ano letivo estava programado para quinta-feira.

O atirador matou 19 crianças e dois professores, e feriu mais de 10 estudantes.

O jovem morreu durante uma troca de tiros com a polícia. Dois oficiais também sofreram ferimentos leves, disse o governador Abbott.

A polícia local não relatou nenhuma perseguição de veículo, o que sugere que o acidente de trânsito não foi provocado.

O jovem morreu durante uma troca de tiros com a polícia.

Segundo Pete Arredondo, comandante de polícia do Distrito Escolar de Uvalde, responsável pela investigação, o agressor agiu sozinho. Os investigadores tentam obter "informações detalhadas sobre o perfil" do assassino, "sua motivação, o tipo de arma usada e se ele tinha permissão para possuí-las", disse Greg Abbott.

Nas redes sociais, o jovem é associado a uma conta do Instagram apagada após o massacre, que contém várias fotos: dois autorretratos em preto e branco, onde ele aparece com uma jaqueta com capuz, cabelo até a nuca, e a foto de um carregador de rifles. Outra foto mostra dois rifles semiautomáticos.

cyj/rle/dg/atm/lb

ABBOTT LABORATORIES