PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia dará passaportes a residentes do sul da Ucrânia, que rejeitou medida

25/05/2022 12h54

Moscou, 25 Mai 2022 (AFP) - A Rússia anunciou nesta quarta-feira (25) que tornará mais fácil para os moradores das regiões de Zaporizhzhia e Kherson (sul da Ucrânia) obter um passaporte russo, uma medida denunciada por Kiev como uma "violação flagrante" de sua integridade territorial.

O governo russo acrescentou que concederá os passaportes graças a procedimentos "simplificados", de acordo com um decreto presidencial.

A Ucrânia denunciou o estabelecimento deste procedimento especial e o considerou uma "violação flagrante" de sua integridade territorial.

"A emissão forçada de passaportes aos ucranianos em Kherson e Zaporizhzhia é uma nova prova do objetivo criminoso da guerra da Rússia contra a Ucrânia", disse o ministério das Relações Exteriores da Ucrânia em comunicado.

Kherson está totalmente em mãos russas e Zaporizhzhia parcialmente, após a ofensiva iniciada por Moscou há três meses.

As novas autoridades das duas regiões expressaram seu desejo de se juntar à Rússia.

O decreto presidencial se aplica, desde 2019, aos habitantes dos territórios separatistas de Lugansk e Donetsk, cujos soldados participam desde fevereiro nos combates ao lado da Rússia e contra a Ucrânia.

Centenas de milhares de habitantes desses territórios separatistas já possuem passaportes russos.

Na segunda-feira, as autoridades pró-Rússia em Kherson anunciaram o estabelecimento da moeda russa, o rublo, na região, em paralelo com a hryvnia, a moeda ucraniana.

bur/thm/bl/zm/eg/mb/mr