PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Presidente do Senegal reconhece obsolescência do sistema de saúde

27/05/2022 18h54

Tivaouane, Senegal, 27 Mai 2022 (AFP) - O presidente senegalês, Macky Sall, reconheceu nesta sexta-feira a obsolescência do sistema de saúde do país e ordenou uma auditoria em todos os serviços neonatais, após a morte de 11 bebês em um incêndio.

O chefe de Estado compareceu hoje ao hospital público de Tivaouane onde 11 recém-nascidos morreram na última quarta-feira, incidente que gerou indignação em todo o país.

"Ordenei que todos os serviços de neonatologia sejam auditados em suas instalações e equipamentos. O sistema de saúde está marcado pela obsolescência. Continuaremos com esse esforço de modernização para ver o que não funciona, e que o hospital não seja mais um espaço de desespero e tragédia", disse Sall.

O presidente, que decretou três dias de luto nacional, informou que irá se reunir com os parentes dos bebês mortos.

O drama, que pode ter sido causado por um curto-circuito, jogou luz sobre as deficiências do sistema de saúde senegalês.

mrb-lp/cl/sag/lb