PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Dezenas de presos durante a marcha do Orgulho LGBTQIA+ de Istambul, incluindo um fotógrafo da AFP

26/06/2022 12h00

Istambul, 26 Jun 2022 (AFP) - A polícia turca deteve dezenas de pessoas, incluindo um fotógrafo da AFP, na marcha do Orgulho LGBTQIA+ em Istambul neste domingo, segundo uma equipe da Agence France-Presse.

Mesmo antes do início da manifestação, a polícia antidistúrbios invadiu vários bares no bairro de Cihangir ao redor da Praça Taksim, prendendo "aleatoriamente" pessoas ali, incluindo jornalistas.

Bülent Kilic, um premiado fotógrafo da AFP com experiência em zonas de conflito, foi algemado nas costas, sua camisa arrancada e levado com outros detidos em uma van da polícia. Ele já havia sido preso no ano passado nas mesmas circunstâncias.

A Marcha do Orgulho LGBTQIA+ foi oficialmente proibida pelo governador da cidade, mas centenas de manifestantes com bandeiras de arco-íris começaram a se reunir nas ruas adjacentes à famosa Praça Taksim, completamente fechada ao público.

Após um desfile espetacular de mais de 100.000 pessoas em Istambul em 2014, as autoridades turcas proíbem o evento ano após ano, oficialmente por razões de segurança.

bur-ach/mab/mb/aa