PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

China reduz de 21 para sete dias o período de quarentena para viajantes

Pessoas fazem fila para fazer o teste de covid-19 em Pequim, China - REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
Pessoas fazem fila para fazer o teste de covid-19 em Pequim, China Imagem: REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

AFP, Pequim

28/06/2022 08h45

As quarentenas para os viajantes que chegam à China do exterior passarão de 21 dias para sete dias em um hotel, com mais três dias de observação domiciliar, anunciou a Comissão Nacional de Saúde.

As novas regras constituem uma grande mudança nas restrições de entrada impostas pela China, que segue uma estratégia rígida de "covid zero" desde o início da pandemia.

Pequim fechou as fronteiras internacionais no momento da propagação do coronavírus e o número de voos que chegam à China continua limitado para reduzir os casos importados.

Há dois anos, os viajantes procedentes do exterior precisam enfrentar uma quarentena cara em um hotel ou em um centro especializado.

De acordo com a nova política de controle e prevenção da covid, esta quarentena, chamada de "centralizada", é reduzida para sete dias.

Desde abril, um número crescente de cidades-piloto - incluindo Pequim desde maio - já reduziu para 10 dias a quarentena centralizada para as chegadas do exterior.

Coronavírus