PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Para salvar espécie, zoológico indonésio cria dezenas de dragões-de-komodo

28/06/2022 12h40

Surabaia, Indonésia, 28 Jun 2022 (AFP) - Um zoológico indonésio informou nessa terça-feira (28) a reprodução em cativeiro de dezenas de dragões-de-komodo, como parte de um programa para conservar a espécie em perigo de extinção.

Os maiores lagartos vivos do mundo só podem ser encontrados no Parque Nacional de Komodo, declarado Patrimônio da Humanidade, e na Ilha das Flores. Segundo estimativas, existem pouco mais de 3.400 animais adultos e jovens na natureza.

Os répteis, capazes de alcançar três metros de comprimento e pesar mais de 90 quilos, estão ameaçados pela atividade humana e as mudanças climáticas, que destroem seu habitat.

Entretanto, um programa está tentando mudar essa situação e conseguiu criar 29 dragões em incubadoras, entre os meses de fevereiro e março.

"Temos habitats que espelham o habitat natural do Komodo, incluindo a umidade e a temperatura", indicou o diretor do zoológico, Chairul Anwar, à AFP.

Os filhotes vêm de duas fêmeas dragões-de-komodo, depois de seus ovos serem colocados na incubadora para evitar que sejam comidos por suas mães ou outros dragões. As fêmeas da espécie podem fecundar um ovo sem necessidade de um dragão macho.

O zoológico iniciou o programa na década de 1990, sendo abrigo de 134 dragões-de-komodo atualmente, o maior grupo populacional fora do seu habitat, disse Anwar.

mrc/jfx/dhc/mab/mb/ms