PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Tragédias que custaram a vida de milhares de migrantes no México e EUA

28/06/2022 14h54

México, 28 Jun 2022 (AFP) - Sufocados, massacrados, vítimas de acidentes em estradas ou afogados: milhares de migrantes morreram nos últimos anos em sua tentativa de chegar aos Estados Unidos.

O caso mais recente ocorreu na segunda-feira em uma estrada de San Antonio, Texas, onde 50 migrantes foram encontrados mortos dentro e nos arredores de um caminhão abandonado.

Ao menos 22 eram mexicanos, sete guatemaltecos e dois hondurenhos, enquanto não se sabe a identidade das outras vítimas.

"Estavam quentes ao toque, sofreram de exaustão pelo calor (...) já que não havia indícios de água no veículo", disse o chefe dos bombeiros de San Antonio, Charles Hood.

- Falta de água e alimentos, violência, acidentes -Desde 2014, cerca de 6.430 migrantes morreram ou desapareceram no trajeto até os Estados Unidos, segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM) da ONU. Deles, 1.248 apenas em 2021.

Mais de 60% dessas mortes ocorreram na fronteira de 3.169 quilômetros entre México e Estados Unidos. Até 22 de junho deste ano, a OIM documentou 493 mortos e desaparecidos, incluindo 46 menores, no continente americano.

A principal causa dessas mortes desde 2014 é o afogamento, com 1.750 casos, a maioria deles no rio Bravo, fronteira natural entre México e Estados Unidos.

A falta de água, alimentos e de um lugar para ficar custou a vida de 861 pessoas desde 2014; outras 852 foram vítimas da violência e 850 morreram em acidentes ou por viajar em condições desumanas, de acordo com a OIM.

A seguir, as principais tragédias ocorridas desde 2003, entre elas a de San Antonio aparece como uma das piores.

- Em 9 de dezembro de 2021, um trailer que levava clandestinamente cerca de 160 migrantes irregulares colidiu contra uma passarela de pedestres em uma estrada de Chiapas (sul do México), deixando 56 mortos, 40 da Guatemala.

- Em 22 de janeiro de 2021, foram encontrados os corpos carbonizados de 19 pessoas, 16 delas guatemaltecas, em uma área rural do estado de Tamaulipas (nordeste), muito perto da fronteira com os Estados Unidos. Cerca de vinte policiais e agentes migratórios foram detidos como prováveis responsáveis.

- Em 23 de julho de 2017, quase 10 migrantes foram encontrados mortos dentro de um trailer abandonado em um estacionamiento de um shopping de San Antonio, Texas. Sem ventilação e com o ar condicionado quebrado, a temperatura do veículo chegou a 65 graus Celsius.

- Na noite de 22 de agosto de 2010, um grupo de 72 migrantes, a maioria centro-americanos, foi assassinado por membros do cartel Los Zetas no município de San Fernando, Tamaulipas, a menos de 200 quilômetros da fronteira. Segundo as autoridades, os criminosos os teriam executado porque se recusaram a ser recrutados.

- Em 14 de maio de 2003, pelo menos 19 estrangeiros morreram sufocados dentro de um caminhão-trator que trafegava em uma rodovia do Texas.

doc-fm/sem/axm/yow/aa