PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Bombardeios russos em Lysychansk ocorrem com 'enorme' frequência

29/06/2022 16h42

Kiev, Ucrânia, 29 Jun 2022 (AFP) - Os bombardeios russos em Lysychansk, no leste da Ucrânia, acontecem com uma frequência "enorme", afirmou nesta quarta-feira (29) o governador da região de Luhansk, Serguei Gaidai.

"Estamos vendo um auge de intensidade nos combates", disse Gaidai à televisão ucraniana, acrescentando que "cerca de 15.000 civis" ainda estão nesta cidade de 100.000 habitantes antes da guerra, mas que "retirá-los de lá seria muito perigoso atualmente".

"A cidade é bombardeada sem parar com armas pesadas", declarou.

As tropas russas "trouxeram um grande número de veículos e soldados", detalhou Gaidai. "Os bombardeios e ataques inimigos não param", acrescentou.

Segundo Gaidai, os combates também continuam na periferia da cidade.

As forças russas tentam tomar Lysychansk depois de terem ocupado a cidade vizinha de Severodonetsk, após várias semanas de combates que provocaram dezenas de mortos.

A tomada de ambas as cidades, separadas por um rio, permitiria a Moscou e seus aliados separatistas controlar a região de Luhansk que, junto com a de Donestsk, compõem a bacia de mineração do Donbass.

Em Donetsk, um civil morreu e oito ficaram feridos nesta quarta-feira, informou o governador regional Pavlo Kyrylenko.

"A linha de frente é constantemente bombardeada por foguetes russos", denunciou.

As retiradas de civis continuam, acrescentou Kyrylenko no Telegram, embora sejam "extremamente complicadas".

bur-rbj/thm/js/mb/mvv/aa