PUBLICIDADE
Topo

Seca nos EUA: Grande Lago Salgado atinge seu nível mínimo histórico

06/07/2022 19h16

Los Angeles, 6 Jul 2022 (AFP) - Um dos maiores lagos dos Estados Unidos alcançou esta semana o seu nível mais baixo, em meio à dramática seca que afeta o oeste de Estados Unidos.

O nível do Grande Lago Salgado, no estado de Utah, flutua naturalmente devido às precipitações, mas seu volume nunca tinha caído tanto, alcançando seu recorde histórico desde as primeiras medições em 1847.

O recorde anterior é de outubro de 2021, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

A entidade advertiu que, com base nos registros, o nível do lago continuará caindo até o último trimestre do ano, "quando a quantidade de água que entra no lago é igual ou maior a que ele perde por evaporação".

"Este não é o tipo de recorde que queremos romper", disse o diretor do Departamento de Recursos Naturais de Utah, Joel Ferry, citado no texto.

"Ações urgentes são necessárias para proteger e preservar este recurso indispensável. O lago está em apuros, isso é claro", acrescentou.

O Grande Lago Salgado contribui anualmente com 1,3 milhão de dólares para a economia local graças à mineração, ao turismo e à piscicultura, estimam as autoridades de Utah.

A diminuição do lago também ameaça várias espécies de aves migratórias que fazem escala nele e pode ter repercussões na saúde da população local.

Os cientistas advertiram recentemente sobre os sedimentos ricos em arsênico no fundo do lago que ficam expostos pela seca. Propagados pelo vento, eles podem se transformar em um risco de toxicidade para a população.

Há anos, o oeste dos Estados Unidos vive uma seca drástica, produto da mudança climática que é causada majoritariamente pela ação humana e pela queima indiscriminada de combustíveis fósseis.

Reduzindo as reservas de água e elevando as temperaturas, esta seca crônica está em vias de transformar a região, que passa a enfrentar climas extremos com mais frequência.

ban/pr/ag/rpr/mvv