Ataque do Hamas é uma 'catástrofe também para os palestinos', afirma Macron

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta terça-feira (24) em Ramallah que o ataque do Hamas contra Israel é "uma catástrofe também para os palestinos" e afirmou que "nada pode justificar o sofrimento" dos civis em Gaza.

"Uma vida palestina vale uma vida francesa, que vale uma vida israelense", disse Macron, junto ao presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, que lhe pediu que trabalhe para acabar com a "agressão" de Israel em Gaza.

"Pedimos, presidente Macron, que detenha esta agressão", disse Abbas à imprensa após sua reunião com o presidente francês, na sede da Autoridade Palestina em Ramallah, na Cisjordânia ocupada. 

Macron afirmou também que o futuro dos palestinos exige uma "luta implacável e inequívoca contra o terrorismo". 

"Não haverá paz duradoura se o direito legítimo do povo palestino a ter um território e um Estado não for reconhecido. Não haverá paz duradoura se não houver reconhecimento por parte do povo palestino e das suas autoridades de um Estado de Israel e a importância da sua existência e da sua segurança", afirmou. 

Abbas também fez um apelo ao estabelecimento de "uma coalizão internacional para a paz" e à realização de uma "conferência internacional da paz". Nesta terça-feira, Macron propôs uma coalizão internacional para "lutar" contra o Hamas.

vl-fff/hr/anr/mb/sag/aa

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes