Oppenheimer ofuscará os demais filmes na noite mais esperada de Hollywood?

A reação em cadeia iniciada pela fusão entre "Barbie" e "Oppenheimer" explodirá neste domingo (10) no Oscar, onde um deve dominar o tapete vermelho e o outro, a premiação.

"Oppenheimer", o drama de Christopher Nolan sobre o pai da bomba atômica, metade do fenômeno "Barbenheimer", é o grande favorito para ganhar a estatueta de Melhor Filme, entre outros prêmios da grande noite de Hollywood.

A combinação de um diretor reverenciado, um elenco impecável, sucesso comercial e crítico, além de um tema relevante, indica que "não há nenhuma razão para prever outra coisa", disse à AFP o colunista de premiações do The Hollywood Reporter, Scott Feinberg.

"Seria uma surpresa como nenhuma outra se 'Oppenheimer' não ganhar" o prêmio de Melhor Filme, declarou.

Especialistas estimam que a produção ganhará nas categorias Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (para Robert Downey Jr), além de diversos prêmios técnicos, desde fotografia e edição, até som e trilha sonora.

Também é provável que o Cillian Murphy fature a estatueta de Melhor Ator, categoria na qual Paul Giamatti também se apresenta forte em "Os Rejeitados".

E se o filme, baseado na biografia ganhadora do Pulitzer de J. Robert Oppenheimer, ganhar a categoria de Melhor Roteiro Adaptado, a vitória seria enorme.

"Foi um sucesso cinematográfico tão monumental (...) Este é o ano para 'Oppenheimer'", afirmou um dos votantes do Oscar sob condição de anonimato.

O prêmio de Melhor Atriz, por sua vez, suscita suspense, uma vez que Emma Stone, que já possui um Oscar por "La La Land", é elogiada por sua performance impressionante e ousada.

Continua após a publicidade

Entretanto, Lily Gladstone, de "Assassinos da Lua das Flores", tem ao seu lado não só a influência do diretor Martin Scorsese, mas também o peso da história. Ela pode se tornar a primeira americana com raízes indígenas a ganhar um Oscar como atriz.

"Gladstone contracenou com Robert De Niro e Leonardo DiCaprio, estes atores enormes, e ela foi o coração do filme", disse o membro da Academia anônimo. 

Além disso, "não se pode subestimar Sandra Hüller (...) Ela é a Cinderela", acrescentou. Hüller é o protagonista do drama francês "Anatomia de Uma Queda", favorito para Melhor Roteiro Original.

- Tapete rosa -

E quanto a "Barbie", lançado no mesmo dia que "Oppenheimer" no ano passado, gerando uma bilheteria dupla de US$ 2,4 bilhões (R$ 11,9 bilhões na cotação atual) em todo o mundo?

É improvável que a comédia feminista surreal saia do Oscar de mãos vazias.

Continua após a publicidade

Concorrendo aos prêmios técnicos de Melhor Figurino, também tem duas indicações na categoria Melhor Canção Original.

Tanto "What Was I Made For", de Billie Eilish, quanto a balada poderosa "I'm Just Ken", cantada pelo indicado ao prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, Ryan Gosling, serão tocadas ao vivo na gala de domingo.

Margot Robbie, que interpreta a boneca mais famosa de todos os tempos, recebeu uma indicação como produtora em Melhor Filme, America Ferrera concorre como Melhor Atriz Coadjuvante, e Greta Gerwig vislumbra o Melhor Roteiro Adaptado. 

Com isso, o elenco e a equipe de "Barbie" devem inundar de rosa o famoso tapete vermelho do Oscar.

Da'Vine Joy Randolph ("Os Rejeitados") é a favorita ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, enquanto a sátira racial "Ficção Americana" pode atrapalhar a festa de "Oppenheimer" na categoria Melhor Roteiro Adaptado.

O Melhor Filme Internacional parece pesar para "Zona de Interesse", o drama britânico sobre Auschwitz. Mas "A Sociedade da Neve" não fica muito atrás, na produção espanhola que aborda os dramáticos 72 dias que os jovens de uma equipe uruguaia de rugby viveram na Cordilheira dos Andes em 1972, quando o seu avião caiu e foram dados como mortos. 

Continua após a publicidade

A trama dirigida pelo espanhol J.A. Bayona também está indicada a Melhor Maquiagem, na qual o lendário Kazu Hiro, responsável por "Maestro", é o favorito.

Uma vitória de "20 Dias em Mariupol" como Melhor Documentário, na qual também concorre o chileno "Memória Infinita", de Maite Alberdi, poderia trazer a atenção de volta para a guerra na Ucrânia.

Já no quesito desenho animado, "Homem-Aranha: Através do Aranhaverso" domina as apostas para Melhor Animação, em que também concorre "O Menino e a Garça", do japonês Hayao Miyazaki.

A apresentação da noite mais esperada de Hollywood será comandada por Jimmy Kimmel pela quarta vez. Sua elogiada participação no ano passado ajudou a quase dobrar a audiência registrada durante a pandemia. 

A 96ª gala do Oscar começará em Hollywood no domingo às 16H, horário local (20H em Brasília).

amz-pr/mar/yr

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes