Biden chega à Itália para uma cúpula do G7 dominada pela Ucrânia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chegou nesta quarta-feira (12) à Itália para participar da cúpula do G7, que será realizada na região de Apulia e será dominada por conversas sobre o apoio à Ucrânia e os esforços para alcançar um cessar-fogo em Gaza.

Após pousar no aeroporto de Brindisi, Biden embarcou em seu helicóptero Marine One para o curto trajeto até o luxuoso resort de Borgo Egnazia, onde líderes mundiais se reunirão na quinta-feira em meio a uma agitação global.

Na reunião, espera-se que as sete democracias mais ricas do mundo firmem um acordo de ajuda à Ucrânia na forma de empréstimos no valor de US$ 50 bilhões (R$ 269 bilhões), financiados com os ativos russos bloqueados pelo Ocidente.

Além disso, Biden e seu colega ucraniano, Volodimir Zelensky, devem assinar durante a cúpula um pacto de segurança para "deixar claro" que o apoio de Washington a Kiev "durará muito tempo no futuro", segundo o conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan.

dk/yad/hgs/dga/mas/am

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes