Justiça francesa confirma penas de prisão para 2 homens por atentado em Nice de 2016

Um tribunal da França confirmou, nesta quinta-feira (13), as penas de dois homens condenados a 18 anos de prisão pelo ataque na cidade de Nice em 2016, no qual morreram 86 pessoas.

Em 2022, a Justiça francesa ditou penas de prisão para oito suspeitos acusados pelo ataque em Nice, no qual um homem atropelou com um caminhão a multidão que comemorava o feriado nacional francês da Queda da Bastilha, em 14 de julho.

Mohamed Lahouaiej-Bouhlel, um tunisiano de 31 anos, matou 86 pessoas e feriu mais de 450 durante o ataque que durou quatro minutos no calçadão à beira-mar, antes de ser morto pela polícia. O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque.

O recepcionista de hotel franco-tunisiano Mohamed Ghraieb, de 48 anos, e o imigrante irregular tunisiano Chokri Chafroud, de 44, foram condenados a 18 anos de prisão por fornecerem ajuda ao agressor. Ambos recorreram de suas sentenças.

Nesta quinta, o tribunal especial criminal de Paris confirmou suas penas. Ghraieb e Chafroud proporcionaram "apoio logístico e ideológico" a Lahouaiej-Bouhlel, ditou a corte.

A Promotoria havia pedido 20 anos de prisão para os dois, que agora têm cinco dias para apresentar um recurso.

Os outros seis suspeitos, condenados a penas de entre dois e 12 anos de prisão, decidiram não recorrer.

aje-as/yad/hgs/an/rpr/mvv

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes