Lula se diz disposto a tentar a reeleição para que um 'fascista' não volte a governar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta terça-feira (18), que está disposto a concorrer nas eleições de 2026 para evitar que "um fascista" volte ao poder. 

"Não vou permitir que esse país volte a ser governado por um fascista. Não vou permitir que essa hipótese de ser governado por um negacionista como nós já tivemos", disse Lula em referência ao ex-presidente Jair Bolsonaro. 

Perguntado sobre a dificuldade que sua idade pode representar para uma futura reeleição em outubro de 2026, quando estará prestes a completar 81 anos, respondeu que estará "no auge da [minha] vida". 

"Se for necessário ser candidato, isso vai evitar que os trogloditas que governaram esse país voltem a governar. Pode ficar certo que 80 anos virará em 40 e eu poderei ser candidato", afirmou. 

"Mas não é a primeira hipótese", acrescentou. "Tem muita gente boa pra ser candidato". 

Bolsonaro foi considerado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral para ocupar cargos de eleição popular até 2030 por divulgar desinformação sobre o sistema eleitoral brasileiro. No entanto, o ex-presidente segue ativo politicamente com vistas às eleições municipais deste ano. 

ll/app/mel/dd 

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes