Marquinhos diz que Argentina é o adversário a ser batido na Copa América

O zagueiro da seleção brasileira Marquinhos disse nesta quarta-feira (19) que a atual campeã mundial, a Argentina de Lionel Messi, é o adversário a quem todos desejam derrotar na Copa América-2024 que começa nesta quinta nos Estados Unidos, embora tenha destacado o crescimento das demais seleções sul-americanas.

"A atual campeã é sempre a equipe a ser batida. Independentemente do momento, a gente viu uma seleção argentina ganhar da gente numa Copa América enquanto vivíamos um momento melhor. Isso não quer dizer nada. Em campo, muita coisa muda, são histórias que podem mudar", disse o defensor do Paris Saint-Germain durante uma coletiva de imprensa em Orlando, na Flórida.

"O futebol sul-americano vive um momento muito bom. Isso é muito bom. Vemos muitos jogadores saindo daqui e jogando em grandes times na Europa, em grandes campeonatos. Vemos a dificuldade que é. Estamos vendo as seleções crescendo cada vez mais", acrescentou.

O zagueiro, o mais experiente de seu setor entre os convocados pelo técnico Dorival Júnior, disse que a seleção canarinho também será "sempre" uma das favoritas à conquista do título pelo "peso da camisa" e pela "história", embora reconheça que atualmente está "longe da perfeição".

"A gente está sempre tentando melhorar e aprimorar tudo o que a gente pode, principalmente em questões de jogo e resultados", afirmou o jogador de 30 anos.

"O Brasil, sempre será um dos favoritos mas a gente tem que mostrar dentro do campo (...) Acho que é muito importante também não ficar pensando já lá na frente, sabendo que temos grandes desafios para encontrar até chegar a uma possível final e sermos campeões", acrescentou.

Dorival Júnior fará sua estreia nos Estados Unidos em uma competição oficial sob o comando da seleção brasileira, ansioso para virar a página do desastroso ano de 2023.

Desde que assumiu o cargo, em janeiro, o time tem mostrado uma cara melhor (com duas vitórias e dois empates), mesmo ainda longe de seus melhores momentos.

Liderado em campo pelos astros do Real Madrid Vinicius Jr. e Rodrygo, diante da ausência do lesionado Neymar, o Brasil estreia contra a Costa Rica na segunda-feira (24), em Los Angeles, na primeira rodada do Grupo D, que conta também com Colômbia e Paraguai.

Continua após a publicidade

"A gente tem um time que tem uma qualidade ofensiva muito boa, muito forte. Foi bastante focado [para o jogo contra a Costa Rica] nessa parte de transição, de pós-perda, do time estar jogando muito em bloco", disse Marquinhos, que foi campeão da Copa América-2019 realizada no Brasil.

"Aqui na seleção é um novo ciclo, uma nova identidade que a gente está tentando criar (...) A gente está buscando acelerar, chegar próximo a essa perfeição o mais rápido possível".

raa/gfe/aam

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes