Espanha vence Itália (1-0) e avança às oitavas da Euro-2024

Com um futebol de alto nível e várias chances desperdiçadas, a Espanha venceu a Itália por 1 a 0 graças a um gol contra do zagueiro Ricardo Calafiori, nesta quinta-feira (20), em Gelsenkirchen, na Alemanha, e garantiu assim sua vaga nas oitavas de final da Euro-2024.

Antes da última rodada, 'La Roja' lidera o grupo B com seis pontos, enquanto a Itália permanece com três, seguida pela Croácia e pela Albânia, ambas com um ponto.

Com as duas vitórias, garantiu que terminará em primeiro lugar no grupo, por isso jogará as oitavas de final no dia 30 de junho, em Colônia, contra um dos quatro melhores terceiros.

"O que fez a diferença foi a nossa falta de frescor físico", disse o técnico da seleção italiana, Luciano Spalletti. 

"O futebol é físico, técnico e tático. Acredito que em todas os aspectos do futebol fomos superiores", rebateu o treinador espanhol, Luis de la Fuente.

- Domínio total -

Depois de ter estreado na Eurocopa com uma vitória convincente sobre a Croácia (3-0), 'La Roja' acrescentou mais brilho ao seu futebol ao mostrar domínio total na Arena AufSchalke, diante de 50 mil pessoas, incluindo o rei da Espanha.

A seleção espanhola tentou liquidar o adversário, que jogava com um grande complexo de inferioridade, sem ousar fazer frente a um rival a quem durante muitos anos olhou de cima a baixo.

Com Pedri, Nico Williams e Lamine Yamal no meio-campo, a Espanha colocou a 'Azzurra' na roda.

Continua após a publicidade

Mas faltou muita eficiência à equipe de Luis de la Fuente, justamente o que sobrou no sábado, em Berlim, contra a Croácia.

Foi Ricardo Calafiori quem teve a infelicidade de abrir o placar contra sua própria equipe já no segundo tempo (54'). Williams cruzou da esquerda, Álvaro Morata e o goleiro Gianluigi Donnarumma tocaram na bola e ela desviou na perna do elegante zagueiro italiano para o fundo da rede.

- A hora de Williams -

Discreto no primeiro jogo, Nico Williams chamou a atenção e a responsabilidade e acabou sendo eleito o MVP (melhor jogador da partida). Ele infernizou a defesa italiana embora não tenha marcado um gol.

Além dos vários dribles, criou diversas chances: logo aos 2 minutos, avançou em velocidade e colocou a bola na cabeça de Pedri, mas Donnarumma fez uma grande defesa. Depois, finalizou para fora quando tinha o gol aberto, também de cabeça (10'). Antes de ser substituído, mandou uma bola no travessão (70').

"Fizemos um grande jogo. A equipe trabalhou como animais. Já mostramos contra a Croácia que queríamos fazer algo grande", declarou Williams após a vitória da Espanha.

Continua após a publicidade

Incapaz de emendar três passes, a Itália ficava frustrada, e isso ficou claro no chute, junto com um empurrão, de Gianluca Scamacca em Aymeric Laporte quando não tinha mais a bola.

A 'Azzurra', em colapso, acabou dando razão a uma análise feita por seu treinador. "Temos que progredir antes de podermos jogar o futebol deles", havia admitido Luciano Spalletti à imprensa na quarta-feira.

A sequência de chances da Espanha foi interminável: Morata esbarrou em Donnarumma (24') que, sem ter um minuto de descanso, voou para desviar uma bomba disparada por Fabián Ruiz (25').

A Itália, atordoada a cada vez que se via diante dos atacantes espanhóis, quase não pisou na área de Unai Simón: apenas um chute no primeiro tempo, de Federico Chiesa, em que a bola subiu demais (43').

- Yamal tenta marcar o seu -

Depois do gol, a festa da Espanha continuou no segundo tempo, com o menino Yamal, que se tornou o mais jovem a disputar uma Eurocopa, aos 16 anos, buscando bater também o recorde de mais jovem a balançar as redes na competição.

Continua após a publicidade

Com uma hora de jogo, ele chutou uma bola que foi defendida pelo sempre exigido Donnarumma. Ayoze também apareceu, sem se deixar intimidar em seus primeiros minutos na Euro, mas também esbarrou no goleiro italiano.

A Espanha não matou a partida, mas nem precisou disso. A reação italiana veio mais das arquibancadas do que com a bola, com a torcida apoiando seus jogadores em Gelsenkirchen mesmo com a derrota.

Os espanhóis vão enfrentar a Albânia na última rodada do Grupo B na segunda-feira, dia 26, às 16h. Enquanto a Itália terá um duelo decisivo contra a lanterna Croácia no mesmo horário.

pm/eb/aam

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes