Chile e Peru empatam (0-0) na estreia na Copa América-2024

Chile e Peru ficaram só no empate em 0 a 0 nesta sexta-feira (21) na estreia dos dois no Grupo A da Copa América dos Estados Unidos-2024, em partida truncada em que o incansável Claudio Bravo teve atuação decisiva no gol. 

Aos 41 anos e sobrevivente da 'Geração de Ouro' que deu ao Chile os títulos da Copa América em 2015 e 2016, Bravo evitou gols de Miguel Araujo aos 43 minutos e de Gianluca Lapadula no segundo tempo (57' e 89') garantindo um ponto para sua seleção no AT&T Stadium em Arlington, Texas. 

A melhor oportunidade para 'La Roja' veio mais cedo com Alexis Sánchez após um cruzamento de Víctor Dávila aos 16 minutos, mas ele chutou por cima do travessão. 

A campeã mundial Argentina havia aberto o grupo na quinta-feira, com vitória por 2 a 0 sobre o Canadá.

Na próxima terça-feira (25), na continuação desta chave em que Lionel Messi e companhia aparecem como grandes favoritos, o Peru enfrentará o Canadá enquanto o Chile terá pela frente a Argentina. 

- Tensão à flor da pele -

Foi uma partida truncada, com a tensão que costuma envolver cada 'Clásico del Pacífico'. Nenhum dos dois, num confronto muito intenso, encontrou formas de prevalecer claramente sobre o adversário.

Os olhos estavam voltados para o duelo de treinadores: de um lado o argentino Ricardo Gareca, pelo Chile, e do outro o uruguaio Jorge Fossati, no comando do Peru. O passado recente de Gareca como treinador da seleção peruana, a qual levou à Copa do Mundo de 2018, na Rússia, após 36 anos de ausência, era um dos focos de atenção. 

Porém, a batalha técnica terminou sem vencedor.

Continua após a publicidade

Os melhores momentos do Chile aconteceram no meio do primeiro tempo. Sánchez, aos quinze minutos de jogo, desperdiçou um grande passe de Dávila com o gol aberto.

Foi uma chance de ouro e o atacante levou as mãos ao rosto lamentando a falta de precisão. 

Dávila e Sánchez continuaram a pressionar nas ações seguintes, mas os chilenos foram perdendo ímpeto à medida que o tempo passava. 

E sem ser dominante, o Peru passou a criar suas chances. Mas sempre esbarrou na boa atuação de Bravo, seguro sob a baliza e também sentiu falta de maior calma na hora de definir. 

O goleiro interceptou uma cabeçada de Araujo quase no intervalo e no segundo tempo defendeu alguns chutes de Lapadula, embora o atacante peruano não tenha acertado bem a bola nas duas ocasiões, facilitando o trabalho de Bravo.

- Sétima vez -

Claudio Bravo atinge uma marca em sua longa carreira ao participar de sua sétima Copa América. 

Continua após a publicidade

O goleiro do Betis se tornou assim o jogador chileno com maior número de edições disputadas, deixando para trás o lendário Sergio Livingstone. 

O recorde absoluto é compartilhado entre o equatoriano Alex Aguinaga e o uruguaio Ángel Romano, com oito participações no torneio para cada um.

erc/ma/aam

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes