Jogadores dinamarqueses renunciam a aumento para melhorar salários das mulheres

Para melhorar as condições financeiras das jogadoras de futebol dinamarquesas, os atletas da seleção masculina renunciaram ao aumento de sua premiação, informou neste sexta-feira (21) o sindicato dos jogadores de futebol do país nórdico.

"A seleção masculina decidiu não solicitar aumento salarial (...) para melhorar as condições da seleção feminina", declarou à AFP o porta-voz do sindicato, Magnus Hviid.

"É uma medida extraordinária para ajudar a dar um pequeno passo na direção correta", acrescentou o porta-voz, que admitiu, no entanto, que ainda existem "tetos de vidro" que devem ser quebrados "para garantir a igualdade de oportunidades e condições dentro das seleções nacionais".

Um dos problemas é a ausência de paridade salarial entre os jogadores da seleção masculina e as atletas da equipe feminina.

O acordo, assinado no final de maio, prevê premiações idênticas para homens e mulheres, além de "melhorar a cobertura do seguro de saúde para as mulheres", destacou Hviid.

cbw/lve/mcd/acc/fp

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes