Ataques russos deixam pelo menos cinco mortos no leste da Ucrânia

Pelo menos cinco pessoas morreram nesta quinta-feira (11) em bombardeios russos no leste e nordeste da Ucrânia, informaram fontes oficiais, dias depois de a ONU ter alertado que os ataques contra civis se tornaram sistemáticos. 

A Ucrânia sofreu uma série de ataques mortais esta semana, incluindo um ataque com mísseis contra Kiev e outras cidades na segunda-feira, que destruiu parcialmente um hospital infantil e deixou mais de 40 mortos. 

Algumas áreas da região de Donetsk, na linha de frente, ficaram "sob fogo inimigo o dia todo" nesta quinta-feira, com um saldo de três mortos, incluindo um adolescente de 15 anos na cidade de Mirnograd, disse o governador Vadim Filashkin no Telegram. 

Em Kharkiv, região nordeste onde a Rússia lançou uma nova ofensiva terrestre em maio, duas pessoas morreram no bombardeio à localidade fronteiriça de Bili Kolodiaz, disse o governador Oleg Sinegubov. 

A Rússia afirma que as suas forças atacam apenas infraestruturas militares.

As Nações Unidas alertaram na terça-feira que observaram um "padrão preocupante de ataques sistemáticos" contra infraestruturas civis, incluindo aquele que atingiu o maior hospital infantil da Ucrânia. 

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, instou os seus aliados a reforçarem os sistemas de defesa antiaérea em uma cúpula da Otan realizada nesta semana em Washington, face ao aumento das vítimas civis.

bur-cad/gv/hgs/eg/aa/dd

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes