Sheinbaum nomeia membro de influente dinastia política como próximo chefe do gabinete no México

A presidente eleita do México, Claudia Sheinbaum, anunciou, nesta quinta-feira(11), a nomeação do político e etno-historiador Lázaro Cárdenas, descendente de uma histórica dinastia política local, como chefe do gabinete da Presidência.

Cárdemas é filho de Cuauhtémoc Cárdenas, ex-prefeito da Cidade do México (1997-1999) e líder da esquerda no país, e neto de Lázaro Cárdenas del Río, o ex-presidente (1924-1940) que nacionalizou a indústria petroleira e é considerado pelo atual presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, uma de suas maiores referências políticas.  

"Conheço Lázaro há muitíssimos anos, não somente somos companheiros, amigos, mas [ele] ocupou cargos importantíssimos que lhe permitem coordenar nosso escritório", disse Sheinbaum em uma coletiva de imprensa.

O último cargo de Cárdenas foi como coordenador de assessores de López Obrador, entre 2018 e 2023, posto ao qual renunciou para assumir a secretaria permanente da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Anteriormente, Cárdemas foi governador do estado de Michoacán (2002-2008), além de senador e deputado federal (1997-2001). Ele também trabalhou como observador eleitoral para a OEA e foi diretor da ONG WOLA.

Sheinbaum explicou que Cárdenas a ajudará no "monitoramento" de projetos estratégicos e no diálogo "com muitos setores no México" e "em outros lugares do mundo" com os quais ela não pode lidar diretamente.

"Lázaro pode atender com total confiança, desde organizações até indivíduos", acrescentou a presidente eleita, que assumirá o cargo em 1º de outubro.

jla/dga/ln/am

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes