Depois das chuvas, moradores voltam para casa em Angra dos Reis

Após fortes chuvas que atingiram Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense, no sábado (2), moradores dos bairros do Frade, Sertãozinho e Santa Rita do Bracuí, que estavam fora de suas casas, foram autorizados a retornar na noite de ontem (4). É que não há mais risco de deslizamento de encostas.

O Parque Mambucaba, outro bairro que também apresentou alto índice pluviométrico no final de semana e que teve mais de 250 residências atingidas pelo transbordamento do rio que passa pela região, também já está recebendo de volta moradores do seu entorno e do Residencial Paraíso por conta da estiagem e pelas águas que estão baixando de nível.

A coordenadora-geral da Organização Não-Governamental (ONG) Sociedade Angrense de Proteção Ecológica, Sílvia Chada, mostrou preocupação com o futuro da região. Segundo ela, esta é uma área que sempre estará sujeita aos efeitos do mau tempo.

"Todo ano isso ocorre e vai continuar acontecendo. As pessoas que ali moram não possuem conhecimento da área e não têm memória de outras cheias que também causaram acidentes. Deveria existir o respeito por essas áreas, pelo rio em si e a força que ele tem. Se existisse uma conexão do ser humano com o lugar em que ele vive, isso seria evitado", assegurou.

Alerta

O secretário municipal de Defesa Civil, Marco Oliveira, recomenda que os moradores das áreas afetadas pelas chuvas se mantenham em alerta, já que, por mais que não haja previsão de novos temporais, a atenção prossegue.

"A previsão é que tenhamos tempo estável ao longo da semana, mas vamos continuar monitorando. Nossas equipes seguem vistoriando todos os bairros atingidos e orientando a população. Mesmo com céu claro, caso os moradores observem qualquer problema em sua rua ou residência, como trincas, devem ligar para a Defesa Civil no telefone 199", recomendou.

A Escola Municipal Frei Bernardo ainda abriga 13 pessoas de Santa Rita do Bracuí, onde quatro casas foram interditadas na tarde de ontem (4).
As famílias estão sob cuidados da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos.

No Frade, uma casa também foi interditada pela Defesa Civil.

O diretor do Departamento Geral de Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro (DGDEC), coronel Paulo Renato, visitou as áreas atingidas pelas chuvas e mostrou alívio por ninguém ter se ferido por conta das cheias.

"Toda a região sofreu com as chuvas do último final de semana e Angra dos Reis não foi diferente. Mas graças ao trabalho da Defesa Civil, felizmente não tivemos nenhum ferido no município. O Estado segue acompanhando e dando apoio a Angra dos Reis".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos