Irã proíbe importação de produtos fabricados na Arábia Saudita

O governo iraniano proibiu hoje (7) a importação de qualquer produto fabricado na Arábia Saudita em todos os portos do país, incluindo as zonas francas e as zonas econômicas especiais, segundo a agência oficial de notícias iraniana (Irna).

O Conselho de Ministros do país ressaltou que continuará proibida a peregrinação menor a Meca, recomendada, mas não exigida pelo Corão, e que, todos os anos, leva centenas de milhares de peregrinos iranianos a se deslocarem para a Arábia Saudita.

A peregrinação menor foi proibida em abril passado, após denúncias de alegados abusos sexuais cometidos pela polícia saudita a dois menores iranianos. A suspensão não afeta, contudo, a peregrinação maior, obrigatória para todos os muçulmanos uma vez na vida.

Esta é também uma das primeiras reações de Teerã, após o corte de relações diplomáticas entre os dois países, no último domingo (3). Na véspera, autoridades sauditas executaram o clérigo xiita Nimr Baqr al-Nimr, o que desencadeou reações de protesto de grupos xiitas em vários países muçulmanos.

* Com informações da Agência Lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos