Alemães mortos em atentado em Istambul são dez

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha anunciou hoje (13) que dez alemães morreram no atentado de Istambul, na terça-feira. Ele não precisou se o balanço total de dez mortos tinha subido. "É uma notícia triste. Dez alemães morreram", disse Sawsan Chebli, vice-porta-voz do ministério.

O balanço anterior citava que oito dos dez mortos no atentado tinham nacionalidade alemã. "Sete alemães que ficaram feridos continuam hospitalizados em Istambul, cinco dos quais com cuidados intensivos", acrescentou. Em Istambul, o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, disse que nenhum elemento do inquérito permitia, por enquanto, afirmar que os alemães tinham sido o alvo específico do atentado, atribuído a um cidadão sírio membro do grupo extremista Estado Islâmico.

"Na atual fase das investigações, não existe qualquer indicação de que o atentado visava alemães", disse o ministro.  "Não vejo qualquer razão para interromper viagens normais [fora das zonas de conflito] à Turquia", acrescentou. O ataque na zona de Sultanahmet, perto da Mesquita Azul e da Basílica de Santa Sofia, causou dez mortos, de acordo com o balanço oficial turco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos