Terceirizados reivindicam pagamento de atrasados no Distrito Federal

Trabalhadores terceirizados que prestam serviços de limpeza e conservação em escolas, hospitais e postos de saúde públicos no Distrito Federal entraram em greve nessa segunda-feira (11). Eles reivindicam o pagamento do décimo terceiro salário, dos salários em atraso, do auxílio-alimentação e do vale-transporte que deveriam ter sido pagos na sexta-feira (8).

Segundo o Sindiserviços-DF, a proposta apresentada é considerada pela categoria como muito distante da aprovada pelos trabalhadores na assembleia realizada em dezembro do ano passado, que definiu, entre outros pontos, aumento do salário para R$ 1.150,00, o reajuste de 15% nos demais salários e aumento no auxílio-alimentação de R$ 24,00 para R$ 35,00.

A Secretaria de Saúde informou que as unidades de saúde mantêm o serviço de limpeza com o quantitativo mínimo de 30% dos trabalhadores, o que garante a limpeza de áreas essenciais como unidades de Terapia Intensiva, centros cirúrgicos e salas de emergência. Os pagamentos pendentes ainda não têm data para pagamento.

Uma nova assembleia será realizada hoje (13), às 17h, no estacionamento do Teatro Nacional de Brasília, ao lado da Rodoviária do Plano Piloto.

Até o fechamento desta matéria a Secretária de Educação não havia se manifestado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos