Manifestantes pedem melhorias na Guatemala durante posse de presidente

Dezenas de manifestantes foram às ruas nessa quinta-feira (14) na Guatemala para exigir melhorias trabalhistas, soluções para a crise de saúde e "tolerância zero" à corrupção. A manifestação ocorreu durante a posse do presidente Jimmy Morales.

Um grupo de médicos exigiu salários dignos no sistema de saúde, que sofre grave crise há semanas.

Além dos direitos trabalhistas, os manifestantes pediram "tolerância zero" à corrupção e à impunidade e o fim dos privilégios, após o escândalo conhecido como La Línea, que levou à demissão do ex-presidente Otto Pérez Molina e da vice-presidente, Roxana Baldetti. Ambos estão em prisão preventiva e são acusados de liderar a rede que supostamente fraudou milhões de dólares do Estado.

Enquanto ocorriam os protestos, Morales prometeu mais uma vez centrar-se na luta contra a corrupção, um flagelo presente em todos os setores do país. Para ele, a luta [anticorrupção] será a base de uma feliz Guatemala. Morales fez as declarações em seu primeiro discurso à nação após ter prestado juramento no cargo para o mandato 2016-2020.

A cerimônia de posse começou com mais de duas horas de atraso. Estiveram presentes vários dirigentes da região, além do rei emérito da Espanha, Juan Carlos de Bourbon.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos