Protestos em São Paulo acabam com oito detidos

Protestos em São Paulo contra o aumento de tarifas de transporte público terminaram, ontem, com a detenção de oito pessoas. Elas quebraram os vidros da Estação Consolação do Metrô e tentaram entrar no terminal, mas desistiram porque os portões internos estavam fechados.

O Movimento Passe Livre convocou parte da população para participar dos atos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), por volta das 17h, um grupo que saiu do Theatro Municipal, no Anhangabaú, e seguiu até a Avenida Paulista, destruiu os vidros da Estação Consolação.

Duas pessoas foram presas em flagrante e vão responder por dano qualificado ao patrimônio, resistência e porte de entorpecente. Uma terceira pessoa também responderá por resistência. Encaminhadas ao 78º Distrito Policial (Jardins), outras cinco foram qualificadas e liberadas.

Ainda de acordo com informações da SSP, houve tumulto e um grupo soltou morteiros dentro da Estação Butantã do Metrô, após o encerramento do segundo movimento que partiu do Largo da Batata, também às 17h, e encerrou o ato em frente à estação por volta das 21h. Uma pessoa foi presa por puxar o freio de emergência de um dos trens do metrô e interromper a circulação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos