Chuva atinge o Rio há 16 horas e provoca transtornos em várias regiões

A forte chuva que atinge o Rio de Janeiro desde a tarde de ontem (15) provocou o transbordamento do Rio Quitandinha, em Petrópolis, e do Rio Grande, em Bom Jardim, na região serrana e deixou em estágio de alerta máximo os rios Bengala, em Nova Friburgo e Paquequer, em Teresópolis, também no alto da serra. O alerta máximo é emitido quando continua chovendo na região e o rio atinge 80% do nível de transbordamento. As tempestades já duram 16 horas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ocorreu um deslizamento de terra durante a madrugada de hoje (16), com queda de barreira no bairro Roseiral, em Petrópolis. Quatro adultos e duas crianças foram retirados de casa pelos bombeiros. Ninguém ficou ferido, mas a casa foi interditada pela Defesa Civil municipal. Um dos acessos ao bairro Roseiral está interditado, devido à grande quantidade de lama que desceu da encosta. Não há previsão para liberação do trecho.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Petrópolis registrou de sexta-feira até as 10h deste sábado, 170 ocorrências relacionadas à chuva, sem registros de vítimas ou feridos. O maior índice pluviométrico foi registrado em Pedro do Rio, com 150 milímetros em 24 horas. Até o momento há 11 desalojados. Todos estão na casa de parentes. A Defesa Civil opera em estágio de alerta.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, coordena as ações pessoalmente. O plano de contingência foi acionado e todas as secretarias estão envolvidas no atendimento às famílias e na desobstrução das ruas para o restabelecimento do acesso ao transporte.

Em Petrópolis, a situação do tempo varia de chuva forte a moderada. A Secretaria de Defesa Civil pede que moradores de áreas de risco saiam imediatamente de casa e se desloquem para locais seguros, como casas de parentes e amigos. A orientação do órgão é que em caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador ligue para o 199 e solicite uma vistoria. A ligação e o serviço são gratuitos.

De acordo com o Sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), os rios Iguaçu, em Nova Iguaçu, Rio Pavuna, em São João de Meriti e Capivari, em Duque de Caxias, todos na Baixada Fluminense, transbordaram e alagaram diversas casas.

Na Rodovia BR-040, que liga o Rio a Juiz de Fora, o tráfego está sendo desviado pela pista central, próximo a Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, devido ao alagamento da pista lateral. Há 5 km de congestionamento em direção à serra de Petrópolis.

Cidade do Rio

No município do Rio de Janeiro, chove deste a tarde de ontem. A cidade está em estágio de atenção. De acordo com o chefe do Centro de Operações da prefeitura do Rio, Pedro Junqueira, a chuva que atinge a cidade deve permanecer até amanhã (17). As pessoas que moram em áreas de risco devem procurar abrigo em local seguro assim que forem acionadas as sirenes do sistema de alerta da prefeitura, instaladas em dezenas de comunidades da capital fluminense.

Apesar da chuva forte, não houve registro de casos graves. A Estrada Menezes Côrtes, que liga os bairros de Jacarepaguá, na zona oeste ao Grajaú, na zona norte, pela serra, teve uma queda de barreira que interditou a pista parcialmente durante a madrugada, mas o local já foi liberado pela Defesa Civil.

No Complexo do Alemão, subúrbio do Rio, uma casa foi interditada pela Defesa Civil depois que a estrutura ficou comprometida devido a infiltrações. Os moradores foram levados para a casa de parentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos