União Africana condena "covarde" ataque da Al Qaeda no Burkina Faso

A União Africana condenou hoje (16) o "covarde" ataque perpetrado por um comando da Al Qaeda ao hotel Splendid em Ugadugu, a capital do Burkina Faso, que causou a morte a pelo menos 26 pessoas e deixou 56 feridos.

Em um comunicado, o presidente da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini Zuma, classificou este ato como desprezível e destacou a necessidade de fortalecer e melhorar os esforços africanos e internacionais para fazer frente "à crescente ameaça do terrorismo e extremismo na África".

Além disso, lamentou o fato deste ataque ocorrer quando o Burkina Faso começa "uma nova era de democracia, justiça, reconciliação e desenvolvimento sustentável, com o apoio dos países da região e [também] da comunidade internacional".

Por isso, Zuma reiterou a necessidade de destacar uma força de intervenção no Norte do Mali para lutar contra os grupos criminosos e terroristas que operam a partir dessa região para outros países.

O presidente o Senegal, Macky Sall, também condenou o atentado e assegurou que estando na presidência rotativa da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental  proporá "uma ação regional e internacional firme contra o terrorismo e o extremismo violento".

Uma fonte das forças de segurança do Burkina Faso confirmou hoje à agência de notícias francesa AFP que as operações das forças de segurança no hotel foram encerradas esta manhã, mas que as buscas continuavam ao redor do hotel Splendid e do restaurante Cappuccino.

Cento e vinte e seis pessoas, entre as quais pelo menos 33 com ferimentos, foram resgatadas no hotel pelas forças de segurança do Burkina Faso, que tiveram a ajuda de forças internacionais na operação, nomeadamente francesas.

Quatro jihadistas, incluindo duas mulheres, foram mortos na operação das forças de segurança e, supostamente, um quinto terrorista teria fugido do local, segundo algumas testemunhas.

O hotel Splendid é geralmente utilizado por funcionários das Nações Unidas por cidadãos ocidentais, sensivelmente os mesmos frequentadores do restaurante Cappuccino, localizado em frente ao hotel e também atingido no ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos