Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos

Influenciada pela queda dos preços do petróleo no mercado internacional, as ações da Petrobras caíram 7% hoje (18) e fecharam abaixo de R$ 5 pela primeira vez desde 2003. A queda influenciou a bolsa de valores, que encerrou o dia no menor nível desde março de 2009.

As ações preferenciais da Petrobras, que têm preferência na distribuição dos dividendos, fecharam o dia em R$ 4,80, com recuo de 7,16% em apenas um dia. As ações ordinárias, que dão direito a voto nas assembleias de acionistas, caíram 6,11% e fecharam em R$ 6,30.

O desempenho negativo das ações da Petrobras puxou a queda da bolsa de valores. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou esta segunda-feira em 37.937 pontos. O indicador está no menor nível desde março de 2009, no auge da crise provocada pelo colapso do crédito imobiliário nos Estados Unidos.

O principal motivo para o desempenho negativo das bolsas de valores foi a queda na cotação internacional do barril do petróleo. O preço do barril do tipo Brent, negociado em Londres, fechou em US$ 28,84, com queda de US$ 0,10 e abaixo de US$ 30 pela terceira sessão consecutiva. As cotações estão caindo por causa da desaceleração da China, grande consumidora de matérias-primas, e do fim das sanções ao Irã, que elevará a produção global de petróleo.

Apesar da queda nas bolsas, o dia foi de calmaria no câmbio. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 4,034, com queda de R$ 0,012 (-0,29%). O dia, no entanto, foi de poucos negócios por causa do feriado de Martin Luther King nos Estados Unidos.

* Com informações da Agência Lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos