Parlamento francês vai investigar resposta aos ataques terroristas de 2015

O Parlamento francês vai criar uma comissão para investigar a forma como o governo tratou os atentados terroristas de 2015 na França, anunciou hoje (19) o líder parlamentar da oposição de direita, Christian Jacob.

A comissão investigará "os recursos utilizados pelo Estado para combater o terrorismo desde 7 de janeiro de 2015", data do primeiro ataque jihadista, contra a redação do jornal satírico Charlie Hebdo, disse o parlamentar à imprensa.

O líder parlamentar de Os Republicanos (ex-União para um Movimento Popular, de Nicolas Sarkozy) anunciou, quatro dias depois dos atentados de 13 de novembro em Paris, que o Partido Republicano pretendia constituir uma comissão, "para que o povo francês saiba toda a verdade sobre as condições em que estes ataques ocorreram".

Dezassete pessoas morreram nos ataques de janeiro, que tiveram como alvo o jornal, um supermercado de produtos judeus e agentes da polícia, enquanto em novembro, nos ataques perpetrados em um estádio de futebol, uma sala de espetáculos e quatro cafés e restaurantes do centro de Paris, 130 pessoas foram mortas e centenas ficaram feridas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos