Prefeitura do Rio rompe contrato com empresa responsável pelo Centro de Hipismo

A prefeitura do Rio de Janeiro rescindiu hoje (21) mais um contrato relacionado a obras dos Jogos Olímpicos de 2016. Desta vez, com a empreiteira Ibeg, por atraso nas obras do Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro, zona norte. A empresa também foi multada em R$ 10,1 milhões.

Na semana passada, o contrato para construção do Centro Olímpico de Tênis, na zona oeste, foi rompido com consórcio Ibeg/Tangran/Damiani por descumprimento de cronograma e não pagamento de funcionários. 

A Ibeg, responsável pelo Centro de Hipismo disse que ficou "perplexa" com a rescisão "unilateral do contrato" pela prefeitura. Em nota enviada à imprensa, a construtora diz que a Justiça impediu a aplicação de qualquer penalidade antes do julgamento definitivo do impasse.

A empreiteira não negou atraso nas obras, mas justificou a demora pelo "desequilíbrio econômico-financeiro" sofrido por "não apresentação do projeto básico licitado por parte da prefeitura" e também por não pagamento. A Secretaria Municipal de Obras afirma que estava em dia com a empresa.

A prefeitura ainda espera receber até o fim da tarde de hoje as chaves do Centro de Tênis e os documentos dos funcionários com as dívidas trabalhistas regularizadas. Os equipamentos e bens que estão nos canteiros de obras devem ser retirados até segunda-feira (25).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos