Adiamento de eleições presidenciais no Haiti preocupa Ban Ki-moon

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-Moon, disse hoje (23) estar preocupado com o adiamento do segundo turno das eleições presidenciais no Haiti, que estavam previstas para ocorrerr amanhã (24).

Ban Ki-moon

Ban Ki-moon pediu que as partes envolvidas trabalhem em busca de conclusão pacífica para o processo eleitoralEPA/Jean-Christophe Bott/Agência Lusa

Em comunicado, ele pediu que as partes envolvidas trabalhem sem demora em busca de uma conclusão pacífica para o processo eleitoral. É preciso, segundo Ban, "encontrar uma solução consensual que permita ao povo do Haiti exercer seu direito de voto para eleger um novo presidente, bem como o restante dos representantes do novo parlamento".

O secretário-geral apelou ainda para que atores políticos rejeitem a violência e "se abstenham de quaisquer ações que possam perturbar o processo democrático e a estabilidade no Haiti", reafirmando o empenho das Nações Unidas em "continuar a apoiar a consolidação da democracia e da estabilização" no país.

O segundo turno da eleição presidencial e as eleições legislativas parciais no Haiti estavam previstos para amanhã, mas a oposição no país denunciou o que chamou de golpe de Estado eleitoral fomentado pelo presidente Michel Martelly.

O presidente do Conselho Eleitoral Provisório, Pierre-Louis Opont, anunciou o adiamento do pleito quando faltavam menos de 48 horas para seu início, em razão de incidentes e atos violentos verificados no país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos