Brasil condena atentados terroristas em Camarões

O governo brasileiro condenou hoje (26) os ataques terroristas ao vilarejo de Bodo, no extremo Norte de Camarões, que ocorreram ontem (25), e que resultaram na morte de quase 30 pessoas.

"Ao repudiar, nos mais fortes termos, todo e qualquer ato de terrorismo, o Brasil manifesta sua solidariedade às famílias das vítimas, bem como ao povo e ao governo de Camarões", disse, em nota o Ministério das Relações Exteriores.

Pelo menos 29 pessoas foram mortas e 62 feridas durante uma série de atentados suicidas no mercado da aldeia de Bodo e numa ponte, no extremo Norte de Camarões, regularmente atacada pelos islamitas nigerianos do Boko Haram, informaram fontes dos serviços de segurança do país.

Duas das explosões foram registradas no mercado, enquanto a terceira ocorreu numa ponte próxima de um acampamento militar.

O maior número de vítimas foi notificado no atentado do mercado, onde os atacantes esconderam os explosivos em sacos de comida.

Apesar de o atentado ainda não ter sido reivindicado por nenhum grupo, as suspeitas apontam para o grupo jihadista nigeriano Boko Haram, que, nas últimas semanas, intensificou os seus ataques no Norte de Camarões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos